Softys fabricará máscaras cirúrgicas gratuitamente.


COMUNICADO DE IMPRENSA 

A SOFTYS INICIARÁ A FABRICAÇÃO DE MÁSCARAS DE PROTEÇÃO NO CHILE E NO BRASIL E A DISTRIBUIRÁ GRATUITAMENTE.

 

  • A Softys começou a importar duas máquinas para a fabricação automática de máscaras do tipo cirúrgico, que serão instaladas e operadas nas plantas de Puente Alto, em Santiago do Chile, e Caieiras, em São Paulo, Brasil.
  • Cada máquina atinge uma produção de 1.500.000 máscaras por mês e espera-se que fiquem produzindo cerca de 30 dias.
  • No atual contexto, a SOFTYS distribuirá principalmente as máscaras de forma gratuita através dos serviços públicos de saúde.

 

Santiago, Chile, 2 de abril de 2020. A fim de assegurar, de forma oportuna, segura e de qualidade, o fornecimento local para auxiliar na tarefa de reduzir os riscos de contágio de doenças virais, a SOFTYS – filial de produtos de higiene e cuidado pessoal da CMPC – fechou a compra de duas máquinas de fabricação automatizada de máscaras do tipo cirúrgico, que serão instaladas nas plantas localizadas em Puente Alto (Santiago do Chile) e em Caieiras (São Paulo, Brasil).

Cada máquina atinge uma capacidade de produção de 1.500.000 máscaras por mês e serão transportadas para seus respectivos destinos por via aérea, a fim de acelerar o processo e iniciar a produção de máscaras em um período de cerca de 30 dias.

“Não estamos enfrentando esse desafio como um negócio, mas como a resposta esperada de uma empresa focada no cuidado das pessoas, assim como fazemos com nossos produtos de higiene e cuidados pessoais”, disse Gonzalo Darraidou, CEO da SOFTYS na América Latina.

“Portanto, nossa intenção, no contexto atual, é distribuir essas máscaras de forma totalmente gratuita através dos serviços públicos de saúde”, acrescentou Darraidou. A CMPC reservará apenas uma quantidade de máscaras necessárias para o uso e cuidado de seus próprios colaboradores e comunidades vizinhas.

A nova linha de produção de máscaras terá uma capacidade de produção de 60 a 80 máscaras por minuto. Cada máscara está em conformidade com os mais altos padrões internacionais e é composta por 5 materiais:

  • Capa externa de Non Woven tipo Spunbond
  • Capa intermediária (filtrante) do tipo Non Woven Meltblown
  • Capa interna de Non Woven tipo Spunbond
  • Barra nasal, tira de ajuste: metal coberto com plástico
  • Material elástico de fixação

O processo é totalmente automatizado, o que garante a alta exigência sanitária, pois não há intervenção humana durante o processo de fabricação.

“Estamos convencidos de que a produção local de máscaras proporcionará muita tranquilidade no momento em que a dependência externa desses produtos se torna complexa devido à alta demanda mundial”, disse Gonzalo Darraidou.

O investimento associado a essas linhas de investimento é de cerca de US$ 1 milhão. A SOFTYS é a filial das Empresas CMPC especializada na produção e comercialização de produtos de higiene de cuidado pessoal, tais como papel higiênico, guardanapos, papel toalha, lenços, fraldas infantis e de adultos e itens de proteção feminina e é um importante fornecedor de alguns destes produtos para hospitais, clínicas e outros serviços de saúde. A Softys é líder na América Latina, chegando a mais de 500 milhões de usuários. Com suas marcas Elite, Babysec, Ladysoft, Cotidian, Higienol, Sublime, Kitchen, Confort, Nova, Premier, Sussex, Elite Professional, OK Pet, oferece soluções inovadoras e sustentáveis ​​para a higiene e o bem-estar das pessoas.