Reciclar é vida


Pouco mais de 21 estádios nacionais de futebol cheios de papel e papelão. Custa imaginar, mas isso tudo é o que na CMPC reciclamos por ano. 800 mil toneladas, considerando os oito países onde estamos presentes.

São resíduos que deixam de ir para praças, ruas, praias, campos e aterros e que ganham mais um par de ciclos de vida.

Não existe um número exato da quantidade de papel e papelão que é jogado por ano, mas levando como exemplo o Chile, conforme números governamentais, são gerados 17 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano. Dessa enorme quantidade, apenas 10% é reciclado. E do total de papel e papelão , 80% é reusado, sendo de longe aqueles com melhores números, seguido a boa distância pelos óleos. Então, devido ao trabalho conjunto com recicladores de base e outras empresas, a CMPC é a responsável por reciclar cerca de 20% do total do país, tornando-a na maior recicladora do Chile.

Todo esse papel e papelão, devido a processos de padronização e com altos níveis de tecnologia, depois é transformado em muitos produtos, como sacolas e caixas para os mais diversos usos e embalagens para guardar ou transportar alimentos, presentes ou lembranças.

E isso não é o mais virtuoso do ciclo de reciclagem do papel e papelão, e sim que em seu elo menor, mas mais importante, estão os coletores de base, aqueles de triciclo que, às vezes, vemos passar pela frente de nossas casas. Essas pessoas que talvez não tiveram suficiente sorte, mas que devido a este tipo de imortalidade do papel, podem trabalhar para suas famílias.

A CMPC quis reconhecer justamente a eles  na sua primeira Gala de Reciclagem comemorada em 5 de junho de 2018, no Dia Mundial do Meio Ambiente, realizada no Museo Artequin de Santiago.

Cinco coletores de base foram premiados com materiais e ferramentas que os ajudarão a facilitar sua tarefa cotidiana. Além disso, 152 empresas foram premiadas pela sua contribuição com o cuidado do meio ambiente, através de sua relação com a CMPC e a reciclagem de papeis e papelões.

Nesse sentido, a ministra do Meio Ambiente do Governo do Chile, Marcela Cubilos, enviou para os participantes uma mensagem salientando a tarefa daqueles que trabalham em conjunto no mundo da reciclagem: “Gostaria de parabenizar pelo enorme esforço que fazem e sobretudo pelo seu compromisso diário com o cuidado do meio ambiente através da reciclagem do papel e papelão”.

  • 20/08/2018

    Biodiversidade

  • 24/04/2018

    Cuidado da água

  • 30/03/2017

    Fundação CMPC

  • 10/11/2018

    Nova Planta Cañete será a mais moderna do Peru